Você sumiu

Por: Pablo Mosqueira

7ff2ff89c836762ba57cf9edfb0e980f

Eu não sei o porque, não sei pra onde, só sei que se foi.
Você como um vento forte que abala as estruturas de uma
frágil cabana, assoprou. Destruiu. E levou tudo de melhor consigo.
Um vento quente e contínuo, estranho, vento esse que nunca senti antes.
Sobretudo, por minha cabana não ser um lugar de ventos. Quem dirá ventos fortes.
Você sumiu.
Talvez assustada com as turbulentas vozes do meu cotidiano. Eu sei, é intimidante
explorar novos universos. Mas você sequer mergulhou nele. Sou algo mais do que mais um desastre.
Você sumiu.
Desnutrindo-me de esperança, expectativas e possibilidades. Talvez não propositalmente, talvez sim.
Você sumiu.
Eu não entendo.
Na minha cabeça estava tudo bem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s